Comentários estão desligados para este post

Finalização da reforma da Hospedaria!

Jornal Bom Dia 11/04/2007

O processo de reforma da antiga hospedaria do Mosteiro de São Bento, em Sorocaba, está previsto para ser concluído no próximo mês. O prédio está na fase de acabamento e, depois de pronto, poderá receber seis monges beneditinos.

O Mosteiro é habitado atualmente apenas por um responsável pelo monastério, dom José Carlos Camorim Gatti. A falta de estrutura física impede que o local receba mais monges.

A nova hospedaria fica atrás do Mosteiro. O local terá seis quartos – chamados de celas – com banheiros privativos, salas de estar e de jantar, copa, cozinha, lavanderia, banheiro para empregados e dois parlatórios.

A construção da hospedaria tem como objetivo principal a preservação do prédio do Mosteiro – construído em 1660. “Queremos deixar esse local [Mosteiro] intocável, preservado, sem muita interferência humana”, comenta dom Gatti.

O processo de revitalização também teve início na parte externa do Mosteiro. A gruta de Nossa Senhora de Lourdes, localizada no jardim ao lado da igreja, tem sido reformada por um grupo de operários que trabalha no local. Ao lado foram construídos dois banheiros para o uso dos visitantes.

Uma rampa de acesso ao Mosteiro e ao jardim será feita para o uso de deficientes físicos. A entrada será pelo lado direito do prédio para não descaracterizar a arquitetura.

Todo o projeto de revitalização é coordenado pela Associação Amigos de São Bento. A entidade sem fins lucrativos foi criada em dezembro de 2003 com o objetivo de restaurar, preservar e revitalizar todo o complexo do Mosteiro – que compreende a Igreja de Sant’Ana, o monastério e edifícios adjacentes.

Taipa de pilão
O trabalho de reforma do Mosteiro de São Bento também iniciou a restauração das estruturas de algumas paredes em taipa de pilão. Para isso, uma parte do telhado que estava afundado precisou ser suspenso para o acerto da parede.

No local já foram avaliadas as condições das estruturas e dos afrescos, encobertos pelas camadas de tinta mais recentes. Também foi feito o trabalho da retirada de cupins do madeiramento do Mosteiro.

Crédito Jornal Bom Dia

Maria Voss

Os comentários estão fechados.